Casamento




Casamento não é fruto de amarras, mas de um amor tão forte que vocês não conseguem estar longe por muito tempo. Dai vocês passam mais tempo juntos e decidem dividir o mesmo teto. O orgulho que você tem em carregar o nome de seu cônjuge em um documento, não chega nem perto do que vocês sentem um pelo outro. 
Casamento mesmo é aquele em que você é livre para voar e seu amado (a) tem confiança suficiente de que você voltará.
É aquele em que dividimos manias, que rimos um do outro, que fazemos coisas juntos, que não temos vergonha de sermos como somos, que erramos e somos perdoados, que doamos conselhos e dividimos as dores um do outro. Dividimos tudo na realidade se for necessário.
Um casamento bom tem um segredo, ter Deus como o Centro de todo este conjunto. A felicidade na obediência ao Pai não vem de qualquer pessoa, para realmente encontrar esta felicidade única e rara é necessário que o seu ser seja transformado, e que certas "necessidades" sejam deletadas de sua vida. É preciso ceder para ganhar. É preciso ter inteligência para se relacionar. Um casamento bem sucedido é espelho de quem somos e de como poderemos agir com o mundo e nossos filhos. É um ensaio de empatia continua, um ensaio de aprender a dividir e ser menos egoista. É saber aprender a não ter orgulho, e assumir que a solidão não é boa a toda hora e que ter alguém sempre lhe amando e cuidando de ti é sim uma grande honra e presente que possa ser dado por Deus. 
Quando duas pessoas se amam de verdade, não encontram vazios que possam ser preenchidos por carência; logo a lealdade nunca é uma obrigação e sim um privilégio.


0 comentários