Vida a dois!



Muitas vezes, nos pegamos imaginando nossa vida de casados, de como ela PRECISA ser maravilhosa, impecável. O dia do casamento nem se fala, está fora de cogitação dar tudo errado, o que os outros pensariam, não é mesmo?
As fotos do instagram, o álbum no facebook, as caras e bocas que se sucederá no dia a dia do casal do ano, precisam estar melhores do que as do comercial de margarina.
Mas fique tranquilo (a), eu entendo como a sociedade sempre mete o nariz onde não é chamado; a única coisa que não me convence é o porque de você estar jogando com eles.
Estamos em uma época, (ou será que sempre foi assim?), que com as redes sociais em alta, a cobrança não dobra, ela se multiplica de tal forma que você até perde a conta, não é mesmo?
Esse texto pode cair como luvas para solteiros, viúvos e etc... Mas hoje eu vou falar de vida a dois.
Nós sempre postamos feito bonequinhos perfeitos o quanto nossa vida é maravilhosa, na rodinha de amigos somos tendenciosos a só falar do lado bom das coisas, isso até que não é ruim. Mas vamos com calma. Todo mundo neste planeta sabe que viver já não é fácil, mesmo sendo maravilhoso. Por que será que ser casado teria de ser?
Os problemas, as diferenças, as contas, os gostos entre uma enorme lista, casa junto contigo amiguinho (a). O casamento é um investimento mútuo e diário. Não se pode pensar em casar achando que só uma das partes irá se beneficiar. Você precisa entender que reciprocidade, amor, lealdade, amizade e respeito devem ser o lema do casal para ser praticado diariamente, e isso nunca pode ser esquecido por nenhum deles.
Vão existir momentos em que vocês vão pensar em desistir sem nem ao menos tentar resolver o problema ou encontrá-lo no meio de todo esse caos. Nos momentos felizes tudo vai estar tudo muito bom e maravilhoso, o seu cônjuge será o mais lindo (a) do mundo. Mas, e nos momentos ruins? Porque eles chegam sim, e como. Assim como em qualquer vida. O único "problema" é que agora você terá de deixar o egoísmo de lado e olhar para sua outra metade e apoiá-la, porque foi isso que juraram, lembram?
Sempre vão existir aqueles momentos de desânimo total, em que você muitas vezes vai querer sumir do mapa e ter um tempo só para ti. Mas veja bem, você não precisa abrir mão do seu tempinho contigo mesmo (a) só porque está casado (a) ou mesmo tem filhos, parece fácil eu aqui digitando. Porém, eu vivo isso, vocês podem sim dialogar, criar uma rotina agradável para os dois. Tudo é negociável. Em um relacionamento é necessário e primordial a conversa, você precisa mostrar ao seu cônjuge que é amigo (a) dele (a). Precisa mostrar confiança.
É preciso negociar, quem lava a louça, quem faz a faxina, caso os dois trabalhem. Ou é preciso ceder, mesmo estando certo (a). Temos que ter uma visão ampla do relacionamento  e sermos maduros, não podemos cruzar os braços e fazer birra até que outra parte ceda. Isso fica desgastante e chega ser até angustiante, terminam um domingo de sol brigados só porque tiveram orgulho e nenhuma das partes cedeu?
Para viver a dois é preciso amar muito, amar tanto que os defeitos do seu amor, com um tempo não passará mais a incomodar. Isso vale para as duas partes. 
Amar é andar lado a lado, é compartilhar segredos, sonhos, planos, mesmo que na vida real vocês ainda não tenham alcançado nem 10% do que desejam.
Amar é abraçar e beijar o outro quando está triste (ou não), é aconselhar e orar por ele. Amar é retribuir carinhos sem se sentir cobrado (a). Amar é dividir momentos divertidos, sorrir juntos, porém, também é estar abraçados no breu quando a luz acaba, é comer  e dividir o que tiver sem reclamar, é pegar aquele dinheiro extra no final do mês e abrir mão de comprar mais uma bolsa  ou um tênis e comprar algo no lugar que seu conjugue mais precisa.
Amar é poder ser você mesmo (a) na frente do outro e aprender a aceitar o outro como ele é.
Amar é aprender a confiar e também estar disposto a perdoar.
Amar é além de tudo fazer com seu casamento seja um cordão de três dobras, nunca, jamais esquecer de colocar Deus acima de vocês dois.
Como vocês podem observar, nenhuma dessas coisas citadas acima é fotografada e espalhada a quatro cantos da terra. Porque a melhor parte da vida a dois é exatamente esta intimidade que ninguém, jamais podem dividir com vocês; e na hora das dificuldades, não são as fotos muitas vezes com sorrisos forçados que você deve recorrer, mas sim as lembranças de coisas que só estarão na mente de você de seu amor.
No final das contas vocês não são perfeitos, e saber dividir uma vida com outra pessoa é simplesmente maravilhoso. Não da forma que fingimos ser para os outros, mas sim a que mostramos sem medos nossas imperfeições, porém, com muito amor no coração. Isso sim vale muito a pena.
 Seja você! Seja sincero sempre, isso vale muito a pena.

Cliquem aqui e vejam umas ilustrações lindas sobre a vida de um casal que se amam! ;)

0 comentários