Amor = Caridade





"Digo porém que, enquanto o herdeiro é menor de idade, em nada difere de um escravo, embora seja dono de tudo.

No entanto, ele está sujeito a guardiães e administradores até o tempo determinado por seu pai.
Assim também nós, quando éramos menores, estávamos escravizados aos princípios elementares do mundo.
Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo da lei,
a fim de redimir os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a adoção de filhos.
E, porque vocês são filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho aos seus corações, o qual clama: "Aba, Pai".
Assim, você já não é mais escravo, mas filho; e, por ser filho, Deus também o tornou herdeiro."


Muitas vezes pedimos tanto algo para Deus, mas nunca paramos para pensar no quanto doamos para Ele. E quando digo "doamos", não digo em dinheiro ou bens materiais (quem dá com alegria, Deus recebe, o resto é confusão). Mas naquilo que mais tem faltado entre as nações: Amor!
Quando se há o verdadeiro amor, o Espírito de Deus toca e lhe dá sabedoria para lidar com as pessoas de forma humilde e majestosa.
Não somos salvos pelas obras e sim pela graça, pois a salvação em Cristo é gratuita. Mas quando experimentamos o verdadeiro amor de Deus; posso afirmar com toda a certeza que nada nos separa Dele. Porque passamos a enxergar as coisas com outros olhos, olhos de misericórdia. E todo o ensinamento de Cristo, que antes parecia impossível de concluir, se torna tão admirável e louvável. De tal forma que você se arrepende, e deseja ter tido aquele sentimento de "caridade" antes de toda a insensatez. E você deseja que mais pessoas experimente esta graça e tenha acesso a esta sabedoria, que somente Deus é capaz de dá-la.
E as obras nascem naturalmente, não para sermos salvos, mas porque passamos a amar o verdadeiro chamado do evangelho e nos prostamos diante de tamanho sacrifício feito em prol de toda a humanidade.
Parecemos loucos perante ao mundo! Isto é uma bem aventurança! Ora, se fossemos semelhantes, que diferença teria entre a sabedoria divina (que vai contra todo o pensar humano) com a tolice cega do mundo (que tudo é lícito para a sua carne)?
Não basta seguir a Cristo! É preciso emergir por inteiro em seu rio. É preciso ser uma só carne com Ele.

0 comentários