Câmera Lenta


A vida é como um filme em câmera lenta, uma vez que você observa seus lindos e pequenos detalhes. Parece clichê, mas uma vez ouvi dizer que você se torna uma pessoa mais feliz, quando se contenta junto ao próximo. Quando deixa as coisas supérfluas de lado e combate o egoísmo que mora ao lado do seu ego com muito amor no coração. Quando não critica as escolhas do outro, por simplesmente se conter com o saber de que nada é igual. Tudo é diferente. Sabe que quando se tira as cores, o que resta são os detalhes e cada contorno diante daquilo que somos de fato. Alma transparente ou sombria, nota-se a distância e diferença entre elas. Então nota-se também a razão que habita em nossos âmagos de não termos o direito de julgar os outros. Porque no fim, nossas almas são sem cores, só habitam valores e mais nada. Mas, ainda, é só mais uma coisa que ouvi dizer. - Agatha de Assis

0 comentários