Enxergar Além



Você e eu que podemos ler este texto, um privilégio que muitos não têm. E este privilégio pode ser pequeno ou grande, a definição de sua grandiosidade estará dentro do coração de cada um, que é a visão.
Eu tenho um pai que viveu uma vida inteira trabalhando para trazer sustento a sua casa; mas um terrível acidente aconteceu, fazendo-o perder a visão de um dos seus olhos.
Com o tempo, correndo contra o tempo, num País que não tece amor pelo próximo, ele não conseguiu correr o suficiente para conseguir salvar a visão de sua única vista boa.
E então ficou cego, preso na escuridão.
Ele amava as pequenas coisas da vida; adorava futebol e jogar vídeo game. E também de dirigir.
Além de ter me aceitado como sua filha, e ter me dado todo o seu amor quando eu precisei de um pai, e estar sempre ao meu lado, ele era e é uma pessoa muito bondosa, de alma muito linda e surpreendentemente graciosa.
Meu paizinho, que tanto amo, perdeu a luz de seus olhos e hoje luta dia após dia contra a depressão, aceitando a nova vida, só por amá-la tanto.
E não só o meu pai, como muitos outros cegos que conheci e que não tive o privilégio de conhecer, enxergam a vida de uma maneira que jamais, qualquer ser humano enxergaria.
O que eu digito aqui é poder da minha visão, e o que você lê também. Quando terminar de ler, irá fazer outras coisas que se destinou fazer, mas nenhuma que não precise de sua visão. Pois, até mesmo se você fosse dormir, teria companhias dos sonhos, fruto das visões diárias que são transformadas em lembranças...
Um cego jamais pode sonhar com algo recente, e por forçadamente se acostumar na escuridão, isso prejudica a sua memória, deteriora seu cérebro.
Hoje meu pai não se lembra mais do que foi um dia. O que restou para ele foi um coração tão puro, que é através dele que o faz tocar a vida, explorando outros sentidos. Fazendo assim, como todos os outros enxergar a vida com a visão interior. Com aquela que todos deveríamos ter, porém, não damos vazão para que cresça em nós.
Pois, temos luz em nossos olhos, e por mais valiosos que eles sejam, eles são todos os dias seduzidos por coisas que um dia partirá, e não restará nenhum vestígio se quer dela. Olhos que são seduzidos pela ganância, futilidades, coisas aparentemente lindas... Que devemos valorizar sim, mas não venerar.
Existe algo muito maior dentro de nós, mas, estamos ocupados demais para prestar atenção em nossos corações.
Ter luz nos olhos e não viver na escuridão é um primórdio que Deus nos concedeu, e temos que ser muito gratos à Ele por este presente.
Gratidão e o desfrutar da vida com amor e intensidade, com vontade em estender a mão ao seu próximo; com ânsia de enxergar o carinho ou um sorriso. O olhar para o pôr-do-sol ou mesmo para a imensidão do mar com grande admiração é virtude divina e misericórdia vinda dos Céus.
No entanto, eu venho aprendendo algo com os cegos que é insubstituível. Muito mais do que a luz dos nossos olhos. É preciso aprender a enxergar as coisas que vão além do que está a sua frente, além do que lhe distrai. A verdadeira visão é interior. É quando você consegue compreender o verdadeiro sentido da vida, o verdadeiro sentido do amor. É quando você se conhece a cada dia de forma pura, sem deixar ser manipulado pelas coisas do mundo. Pois, para um cego, a roupa de grife, o estofado mais caro do sofá, os móveis de madeira pura, a joia mais fina e cara, as tendências tecnológicas e etc... Não tem sentido algum.
Então, antes que comecem a sentir dó daqueles que só enxergam escuridão a sua frente, eu digo, que muitos de nós é que vivemos nela. E muitos deles se libertam dela por simplesmente obter um olhar diferente da vida, por olhar mais para o seu interior e buscar a verdadeira paz, o verdadeiro caminho.
A escuridão pode habitar de forma realista em suas visões, porém, dentro deles há mais luz do que nos olhos deste mundo que temos alimentado a cada dia com nosso egoísmo, ódio, inveja, rancor... Transformando-o a cada dia mais negro do que a escuridão do abismo.
Sejamos sinceros conosco, e nos coloquemos no lugar dos cegos. Visualize sua vida sem a tua visão. Veja se poderá fazer tudo o que você faz agora, e se poderá realizar todos os desejos e sonhos que estão à sua frente.
Viagens, um bom cargo, um ótimo carro, roupas boas, o momento mágico de escrever e ler, a chuva em sua janela, o fechar dos olhos e a lembrança mais recente, o rosto dos que amamos, as cores do mundo inteiro...
E mesmo assim, ainda vão existir gente reclamando de viver em dias cinzas, quando existem milhões esquecidos na escuridão.


0 comentários