Um Testemunho de Vida!

Um dia desses resolvi ler um livro, que ganhei de minha irmã, ela havia me dado uns seis livros, da qual vários deles, eu havia me identificado, porém, o que menos me havia chamado atenção, foi justamente o que eu comecei a ler primeiro.

A cada página que eu lia me surpreendia cada vez mais, e ficava desacreditada de que realmente tudo aquilo havia acontecido de verdade. Fiz uma rápida pesquisa na internet e vi que verdadeiramente o livro se tratava de uma história real, uma história da qual todos se emocionariam, como eu, quando decidi prosseguir com a leitura.
Uma história de uma ruandence, um país na África central, pela qual foi sobrevivente de um genocídio sanguinário mais destrutivo de todos os outros, em toda a nossa história de vida.
Esta sobrevivente que se chama Immaculée Ilibagiza, me ensinou que a vida não é um mar de rosas, e de que a realidade pode ser pior do que existe em nossas mentes como conhecimento do mal, mas ela também me ensinou o poder da fé e a força do perdão.
A cada página lida, eu descobria uma nova forma de viver intensamente e valorizar o meu ser da forma que sou, aceitar a vida da forma que é, sem se conformar, sem parar de sonhar.
Acreditar que teus sonhos podem se tornar realidade, que um dos maiores motivos para isso é a forma de se autoconhecer e conhecer Aquele que lhe dará tudo o que seu coração deseja através da fé.
Perdoar pode não ser tão fácil, mas com o coração puro e cheio de amor podemos alcançar essa dádiva. Não arrisque seu caráter em insistir no ódio ou na sede de vingança, os dias passam rápido, e quando você parar para analisar, verá que seu tempo foi todo tomado com injustiça própria, com o que você poderia ter evitado.

Se pela fé Deus concedeu o poder do perdão á Immaculée, uma pobre moça africana, estudante, sonhadora e de família humilde, por que não daria a nós?
Ela passou por todo este sofrimento, sem ao menos o mundo estar ciente disso. No mundo todo, várias mulheres, crianças e até homens são julgados, caçados e mortos por guerreiros sujos, e nem chegamos ter conhecimento disto, mesmo com tanta tecnologia. Pois a 1ª potência dos países as quais os envolvem, não querem sujar suas mãos, ou seu caráter nocivo. Sempre dão um jeito de passar uma borracha por cima de tudo. Só que quando se apaga alguma coisa, sempre fica a marca, como uma linha d’água, e é por este caminho que descobrimos a verdade. E esta perseguição, só dos que sofrem preconceitos obsoletos, são mortos e torturados.

Ilibazisa significa em ruandense “bela e brilhante”, o que realmente nossa alma deveria ser e resplandecer diante do mundo.
Presa dentro de um banheiro de 1 metro quadrado com mais 7 mulheres espremidas, ouvindo dia após dia, os assassinos chamarem seu nome em absolutamente 3 meses, fraca, faminta e sem nenhuma condição humana. Immaculée aprendeu a perdoar os assassinos de toda a sua família e fortalecer sua fé e comunhão com Deus a cada dia que passava dentro daquele banheiro.
Hoje conseguiu exatamente tudo o que seu coração desejava através da fé, da determinação, e confiança em Deus e em si própria.
É assim que devemos ser neste momento, aprender a ser gratos pelo que temos e correr atrás do que acreditamos, mas sempre acompanhando as pegadas de Deus.
A vida é muito linda para ser desperdiçada em coisas fúteis e inúteis, um dia e muito rápido tudo isso irá acabar, mas Deus, que é o Pai da Eternidade nos deu um espírito que nunca morre e que devemos cuidar dele para que possamos um dia estar vivendo eternamente no verdadeiro mundo de rosas.
Acreditar, ter fé e ignorar o vácuo que possuem nossas vidas quando estamos vazios, é a razão que precisamos para realmente encontrarmos a felicidade em meio as lutas.
E este vácuo só preenchemos, quando deixamos o amor entrar.





Livro indicado:
ILIBAZISA, Immaculée. Sobrevivi para contar “O poder da fé me salvou de um massacre”, Ed.Objetiva, 2006.





0 comentários