O Mundo de Faz de Conta - Sobre mim & O Conto



Olá pessoal, hoje eu vim falar mais de um conto que fui vencedora no ano passado e que tive notícias de que logo será lançado. 
É um conto que me levou a acreditar de que eu era capaz de aprender a ter uma escrita extensa, pois a maioria dos contos são pequenos, mas sempre bem desenvolvido na trama, no cenário e muitos outros atributos da escrita.
Tive ideias que não paravam de chegar, e pensei; como farei um conto que possa refletir tudo o que quero passar sem ter que deixar cenas vagas por ter poucas páginas?
Foi quando meu editor chefe disse para todos que não precisaria nos preocuparmos com números de páginas, pois ele não queria que nossa imaginação fosse interditada por essa questão.

Pensei: Uau! Voia lá então!

Parei em frente ao meu instrumento de trabalho e mandei ver... Como dizem... 

Quando percebi já tinha 24 páginas no word, formato A4. E quem entende de livros sabe que ao diagramá-lo, dependendo do tamanho do livro, a numeração das páginas aumentam.
Então digamos que eu tenha agora um conto de 30 páginas.
É um conto bem extenso... E isso me deu gosto de querer continuar a escrever sem parar. Foi quando a Editora percebeu meu talento e me desafiou a escrever um romance... E aí surgiu Desolada.


Uau, quanta coisa aconteceu em tão pouco tempo não? E como eu me surpreendi comigo mesma...

Doce Malícia havia ficado na gaveta, mas era uma estória de uma adolescente que não tinha ideia do que estava fazendo.
Já neste conto eu tive certeza do que queria. Escrever e trabalhar somente com este universo maravilhoso das Letras.


Vocês devem estar se perguntando se sou uma jovem escritora. Sim, sou. Tanto na idade quanto na vida.

Bom, a idade nem tanto, pois há escritores dando banho em muitos mais velhos com apenas 16 anos de idade. Eu acho isso lindo demais. Adolescentes que poderiam estar se revoltando contra a vida, estar se entregando ao mundo do conhecimento que as Letras nos traz tão cedo, é demais!!


Já de carreira, sou uma jovem escritora, pois comecei a escrever como profissional em 2012. Ano passado. Antes, só revisava, fazia pesquisas literárias e escrevia crônicas, pensamentos meus que não param de vir sobre minha cabeça e que acho que nunca deixarei de escrevê-lo.

Por isso eu digo, sou nova, e tenho muito o que aprender. Tudo isso aconteceu rápido demais. E me sinto uma verdadeira vencedora.


Doce Malícia é um livro de uma amadora... Os outros posso considerar de uma nova escritora no mercado.

Agora chega de falar sobre mim e vamos ao que interessa, o meu conto:

O mundo de faz de Conta não é nada mais e nada a menos do que seu título sugere. E é narrado pela nossa protagonista Sophia.

Sophia é uma inumana aparentemente. Mistura de uma fada com um humano que vive neste mundo paralelo, onde todo o conto de fadas mora lá.


"O Mundo de Faz de Conta" é um mundo como o nosso. Mas ao decorrer da trama, a protagonista começa a acreditar que o "Mundo Real" existe por intermédio de uma fadinha.

A consequência do ato não podia ser diferente, Sophia vem para o "Mundo Real" e descobre coisas que nunca poderia imaginar. Nem ela e nem nós leitores.
 É um conto insano, misturado com o fantástico. Como um sonho e a realidade.


Eu definitivamente estou ansiosa para ver meus leitores lendo o meu conto. Não só ele, mas Melancolia e Desolada também.

Vejo que não fugi de minhas características de escrita; porém, fiz um bom trabalho diversificando os títulos de cada obra minha. Pelo menos ao meu ponto de vista que não tinha ideia há um ano atrás de que seria escritora.

Abraços a todos!


Trecho do Conto:

[...] - E quem disse que isso vai acontecer? Para você ir para lá, tem que ir como humana e não como uma princesa. Hello?! O mundo das princesas, no mundo real, já acabou há muito tempo, só existem nos filmes de lá, e que me permita dizer; não é nada fiel com o que realmente existe em nosso mundo. - Disse a fadinha ironicamente.- Eu já disse que não vou... - Quando senti um empurrão nas minhas costas e me deparei de cara com o espelho, automaticamente para me defender, pus sobre o meu rosto as minhas mãos e quando vi, já havia atravessado, era como se tivesse atravessado uma cascata. Caí sobre um chão duro como a pedra, e totalmente cinza. Perguntei-me o que era aquilo, e quando levantei o rosto, vi um rapaz estendendo a mão para mim e me oferecendo ajuda. Ignorei-o, quando olhei ao meu redor a única coisa que vi foi casas uma em cima da outra, completamente gigantescas, quase tocando o céu, cheia de espelhos, e coisas correndo com muita velocidade sobre aquele chão acinzentado. Foi quando me lembrei de tudo o que havia lido nos livros.- Droga! - Exclamei com raiva. – Este mundo existe mesmo?- Claro que existe! – Falou o rapaz que me estendera a mão com indiferença.- Como faço para voltar, por favor, ajude-me! Isso aqui parece assustador! – supliquei por ajuda.- Bem vinda ao mundo real minha cara princesa mística. Não pode voltar até que sua missão se cumpra neste mundo. – Rebateu o rapaz sem se importar muito. 
[...] Levantei-me do chão e peguei nas mãos do rapaz, suas mãos eram macia como as pétalas de uma flor, e ele tinha olhos profundo, de um verde escuro que mudava constantemente para mel. Fiquei me perguntando se ninguém neste mundo real já havia reparado isto, mas em vez de eu perguntar, resolvi deixar para lá e partir em direção ao meu destino esperado.


12 comentários

  1. Lindo, mana, parabéns, estou doida pra ler esse seu conto, que você tenha muito sucesso, minha jovem escritora e irmã do coração, te amo muito, te desejo muito sucesso na vida, que você alcance seus planos, que Deus lhe abençõe sempre, que seus livros sejam inspiração para outros autores e um exemplo a ser seguido, porque você é talentosa, e com o auxílio do Senhor, quero ver você estourar no mundo literário, te amo muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha quem fala, a diva da literatura contemporânea!! Minha amada, muito obrigada pelo seu lindo comentário.
      Saiba que vc merece tudo o que me desejou e muito mais... :D

      Excluir
  2. Tenho certeza amiga que todas as suas obras serão um sucesso...
    Já sou sua fã desde sempre...
    Você é muito talentosa além de uma amiga incrível! Me ajudou desde o inicio e já abriu meus olhos varias vezes neste mundo literário...
    Obrigada por tudo!!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu a sua Dai, a muito tempo. Muito obg pelo carinho! ♥

      Excluir
  3. Vc escreve muito bem e fará muito sucesso. Além de inteligente, é talentosa. O mundo ainda ficará repleto com suas histórias fabulosas, gratificantes e emocionantes. Um grande abraço. Tudo de bom para vc, anjo, deusa da escrita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devo a ti o poder de mostrar isso ao mundo. Muito obg Sales. :D

      Excluir
  4. Mana, eu já atestei a qualidade desse conto, e fico muito feliz por você ter passado na seleção da editora.
    Você tem muito talento, e também já disse isso. Isso capacidade de ir da Melancolia à Desolação é simplesmente incrível, e me faz pensar se há limites para o talento.
    Saiba, mana, que o Limiar entre o talento e o sucesso é tão sutil, mas tão sutil, que as vezes parece fácil atravessá-lo. Mas, se em algum momento parecer difícil; se em algum momento pensar em fraquejar, NÓS estaremos aqui. Seus amigos, seus irmãos. Seus ITOS e ITAS. SEUS!
    Beijos,
    Kaio Rodrigues

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim você leu, e fico feliz de poder contar contigo sempre... Sabes que tb podes contar comigo sempre...
      xoxo

      Excluir
  5. Maninha amei esse trecho!Achei um maximo vc descobrir a escritora que esta dentro de vc.Acredito que de tanto vc ler,fazer revissões e pesquisa acendeu uma pequena luz dentro de ti dizendo que hoby na verdade pode ser sua segunda profissão.As idéias foram surgindo atraves de outras idéias.E vc é jovem sim em todos sentidos.Seu espirito sempre sera jovem porque a luz que tem nele vai só aumentando por ser essa pessoa maravilhosa que é.Vou estar sempre torcendo por vc
    e aposto que tera muito mais gente para sempre incentivar vc no seus sonhos.Parabens por tudo
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 24 anos... Tem de ser jovem mesmo né?? hahahaha
      Muito feliz com a tua linda presença aqui...
      Saiba que torço muito por ti minha maninha adotiva do coração! :D

      Excluir
  6. Oi Agatha! Amei o trecho que você postou. Você escreve muito bem! Parabéns por sua escrita, por seu trabalho e por sua persistência. Estou bem ansiosa para ler seus livros!

    Beijos,
    Carol - http://hconcours.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, muito obg. Fico feliz que tenha gostado, pois foi o meu primeiro trabalho profissional sem ter muito conhecimento.
      Com esse elogio me sinto feliz e segura.
      xoxo

      Excluir