O prazer da Escrita




A maior e melhor coisa que já me aconteceu foi descobrir o meu amor e talento pela escrita.
Não há nada mais prazeroso do que sentar em seu sofá com seu instrumento de trabalho, em meio ao pôr do sol, em companhia de uma bela xícara de café ou chocolate.
E criar... Criar sem limites...
Como um pássaro livre, com voo sempre alto, olhando e observando novos horizontes. Descobrindo novas terras a serem exploradas, novas terras a serem cultivadas. Escrever é ser livre, é ousar na tentativa de ser você mesmo. 
De adquirir seu mundo, onde ninguém, jamais irá destruir. Pois, isso é parte da sua alma, é parte de você, parte que te seguirá por toda a sua vida, por toda a sua existência. 

A paz que te consola não é exterior, é interior. O mundo pode estar em guerra, mas se você tem paz dentro de si, nada, absolutamente nada, irá tirar isso de ti.

O sonho que causa a busca incensante pelo reconhecimento próprio, ainda é melhor do que ter mil olhos voltados a ti. E aqui me encontro sonhando novamente, nesta linda tarde de domingo,feliz comigo, feliz com a paz que sinto, feliz com os sonhos a serem alcançados.
Absurdamente contente em poder valorizar nos gestos pequenos coisas preciosas, coisas inigualáveis, como o amor a minha escrita.


2 comentários

  1. Super talentosa, esforçada e dedicada ao mundo da escrita. Parabéns, querida. Seu esforço será recompensado. Boa sorte e sucesso sempre.

    ResponderExcluir