Ler



Prefiro momentos de silêncio em meu quarto, na companhia de um bom livro do que ir para balada.
Pode até ser que para muitos eu pareça uma maluca, mas não; de fato, sinto mais prazer em ler do que sair de casa. Pode me considerar uma pessoa caseira.

Afinal, quando eu saio, sempre vou a locais que tenha algo que me mova a conhecer algo de novo. Como um museu, uma biblioteca, teatro, cinema... Essas coisas... Livrarias nem se fala. O meu cartão de crédito que grita o tempo todo coitado. rsrsrs



Mas essa paixão pela leitura só veio fácil, porque nasci com ela. Observava minha mãe e meu pai escrevendo, mal sabia eu, que eles estavam resolvendo dívidas do mês. Mas enfim, eu ficava lá olhando para a caneta. Incomodava-me muito em não saber ler, pois tudo o que estava escrito em uma folhinha, mas parecia códigos de um outro mundo do que esses a quais hoje, viraram meus amigos.
Já estou precisando comprar mais uma estante, pois tem livros meus que estão sem suas casas... Precisa de um certo carinho e atenção, afinal, faz parte da minha vida, do meu cotidiano, da minha paixão.

Na correria das organizações sobre meus livros, eu quase não tenho tido tempo para ler, porém, sempre quando dou aquela pausa, não ouso em deixar de pegar minha xícara de chocolate quente, sentar-me e me deixar levar pelas asas da imaginação.

Aconselho que leem, isso faz bem para a alma e para o mundo...



1 comentários

  1. O que me influenciou a começar a ler, não foi o gostar da escrita, ou o exemplo dos meus pais. Foi a necessidade. Percebi quão mais prazeroso é conversar com uma pessoa que ler. Pensei "Também quero que as pessoas sintam prazer ao conversar comigo e quero poder opinar sobre os livros." Então, peguei um belo livro e comecei a ler. Descobri que ler é fantástico!

    ResponderExcluir