Introdução de Melancolia



 melancolia é a forma mais profunda de demonstrarmos nossos sentimentos de intensa tristeza, raiva e abominação por conta daquilo que nos arrenega.
Mas existe outro modo de assistir a melancolia em cena. Aquele sentimento mais sensível que nos remete para baixo, pondo-nos a uma situação de puro torpor e decadência. Esse modo seria tirar proveito da sensibilidade que nos rodeia e amadurecermos quanto ao fato de sabermos que sem tristezas não há alegrias. Seria como um grande contraste entre o bem e o mal, o doce e o amargo, a luz e as trevas.
Essa parte melancólica que nos consome quando sentimos falta de algo que nunca tivemos, ou quando a “nostalgia” vira uma doença, onde tudo fica mais difícil de ser esquecido.
A melancolia faz parte do ser humano, assim como cada órgão que possuímos. E a sensação de tê-la pode parecer simplesmente dolorosa, contudo, a felicidade só vem realmente quando a melancolia deixa de ser uma parte de si mesma. Onde podemos desfrutá-la enquanto habita em nosso interior de forma que possamos aprender com a dor, um modo de amadurecermos e nos amarmos da maneira que somos. De mostrar à luta do dia a dia que somos mais fortes; que possuímos uma garra inigualável. Que mesmo quando toda essa consternação vem desfrutando de nós, obtemos força naquilo que mais amamos para parti-la ao meio.
A forma de parti-la e resgatar sua essência ao mesmo tempo, não é nada mais e nada menos do que expressá-la de alguma maneira.
E comigo, funciona através da escrita. É escrevendo que consigo pôr para fora aquilo que incomoda a mim e a muitas pessoas queridas; das quais vejo suas dores nadarem em seus silêncios; assim, resolvo gritar por elas.
Pois pensando em toda essa melancolia que nos cerca, através de situações do nosso cotidiano, que resolvi reunir estas crônicas, fazendo-as únicas, acompanhadas de um diário. Onde você também poderá gritar suas dores e frustrações, neste cantinho especial. Sinta como se todos o ouvissem... Entre em sintonia com a “Melancolia” – Crônicas entre o bem e o mal.



8 comentários

  1. Estou tão animado com a sua publicação, Agatha. Mal posso esperar para ter "Melancolia" nas mãos. Imagino que tipo de boas horas de leitura me aguardam! Agradeço muito por estar entre aqueles que a elogiaram na capa, é uma honra enaltecê-la e ainda estar eternizado. Bem, melancolia e nostalgia é tão parte de nós quanto os galhos são de uma árvore. Hoje mesmo, à tarde, senti aquele cheirinho inconfundível de churrasco e inúmeras memórias me vieram à cabeça. Isso é algo gostoso de sentir, por mais que doa e seja tristinho às vezes.

    Belo blog, ta? Adorei \o/
    Sucesso com o livro.
    Beeeijo!
    Rafael de Souza

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada Rafa...
    Eu fiquei super feliz com essas lindas palavras ditas por ti.
    Saiba que eu também estou louca para ter o meu filho em minhas mãos...
    Oh! Dia que não chega! rsrsrsrs =D

    Beijokas

    ResponderExcluir
  3. Belo prefácio moça! Tua escrita é profunda e concisa. Ansioso para ler teu livro!
    Bjos.

    Léo Born

    ResponderExcluir
  4. Lindo blog, anjinha!

    Ansiosa para mais notícias suas e torcendo muito pelo seu sucesso. Sempre!
    Conte comigo.

    Beijocas,

    Lu

    ResponderExcluir
  5. OMG!!! Escritores maravilhosos comentando no meu bloguito...
    Estou muito contente com a presença de vocês aqui de verdade.
    Muito obrigada pelo carinho e afeto que vocês me concedem sempre durante essa estrada nada fácil de ser percorrida.

    Beijokas ♥

    ResponderExcluir
  6. Adorei, maninha, seu livro vai ser maravilhoso!!! Te desejo muita sorte e sucesso!!! Te amo!!!

    ResponderExcluir
  7. Obrigada maninha...

    Você sempre me apoiando... Uma raridade em minha vida...

    Te amo! ♥

    ResponderExcluir
  8. Esse livro vai ser muito, muiito Bom mesmo!!!
    Que possa fazer um sucesso e que venda muito, querida! =]

    ResponderExcluir