10 dezembro, 2012

Carta Para Uma Vampira


Ela está perdida na escuridão, desaparecendo
 Eu ainda estou aqui, gritando seu nome 
Ela está assombrando o meu mundo de sonhos,
 Tentando sobreviver Meu coração está congelado,
 Estou perdendo a razão
 Ajude-me, estou enterrada viva
 Lost, Within Temptation

Por mais que tenhamos conversado, por mais que tenhamos achado que tudo estava resolvido e que não passava de um mal entendido. Tudo aquilo não passava de mentiras, máscaras caía de sua face, estraçalhando e se quebrando aos poucos até que eu pudesse ver a sua verdadeira identidade... Identidade suja, cruel e egoísta... 
Quis se tornar uma pessoa pérfida e conseguiu, dizia-se conciliar melhor com o mal do que com o bem, porém não observava o quanto eras tola. Todos os meus “por favores” não adiantou de nada, a cada palavra relida por ti, era um alimento para saciar o seu rancor. Está tentando provar para milhões a capacidade que existe dentro de ti, mas não é uma capacidade benigna, e sim destrutiva. Com o poder de persuasão, você se tornava a vítima em meio aos humanos inocentes que levavam a culpa em seu lugar... E você seguia a chorar e chorar, e não de tristeza, mas de ódio. Pois o amor morreu junto a um cadáver enterrado aos sentimentos de milhares de feridos... Você ainda quer gritar para o mundo dizendo que conseguiu, porém não é bem isso o que aconteceu. O seu céu não é como o de muitos, ele é feito de sangue, sangue contaminado... Pois além de estar presa em seu próprio pesadelo, quer arrastar consigo aqueles que ainda conseguem sorrir... E serem felizes! Do que adiantará chegar a um lugar, se todos já se esqueceram do que eras? Será que de fato você conseguiu passar como um furação e destruir tudo o que queria, ou esse não passou de um desejo frustrado em sua mente? Será que realmente você teria o poder de sugar, roubar e enganar aos outros? Será que nunca passou em sua mente que você poderia estar sendo enganada primeiro?
 Você sequer pediu perdão ou gritou por socorro enquanto estava sendo enterrada viva! Perdida em suas próprias armadilhas, entregou-se por orgulho, e mesmo depois de enterrada, engoliu a terra, tentando gritar, iludida que um milagre em meio ao fundo de sua sepultura seria realizado em prol daquilo que você ainda deveria fazer neste mundo, da qual renomeou de inconsolável e enganado. Ah! Cara garota perdida, você nunca deixará de ser uma criança birrenta com olhos famintos por vida; uma pequena vampira.


But all this will never happen again ...

Godbye my litler girl...



Insensibilidade




Tem gente que dá tanto valor a sensibilidade da escrita, mas não dá nenhum valor a sensibilidade da vida. Isso parece meio contraditório, quando na verdade, o escritor tem que ser sensível e capaz de compreender aquilo que vive no coração do homem, para assim por no papel o que lhe inspira.

Quando alguém diz que escreve perfeitamente, tendo “timing” ou que está capitando a essência da escrita, e depois não está nem ai para os sentimentos dos outros, me desculpem, mas que tipo de escritor é esse? Já que temos conhecimento, que para ser um escritor precisa-se de amor, principalmente ao próximo, pelo menos para ser um escritor bom de fato.

Acho um absurdo a pessoa chegar ao ápice da prepotência e falta de humildade, quando neste mundo o que mais precisamos é uns dos outros.  Usam suas linguagens coloquiais como veneno mortífero em direção àquele que lhe incomoda. O que eu não consigo entender é o porquê de se preocupar tanto com uma pessoa insignificante. Bom, acho que ela não deve ser assim tão insignificante. Pois aqueles que incomodam, sempre têm algo da qual se podem invejar ou desejar.

A pessoa pode ter cultura, “público”, dinheiro, mas se não tem amor, não tem nada. O amor é a fonte interminável de nossa felicidade.

Não deixe que o ódio te consuma, observe mais a vida... Ame mais... E se nunca amou, aprenda a amar...

A quem sofre de preconceitos ou indiferenças, nunca, jamais pense que está errado quando na realidade está defendendo seus ideais, não existe definição certa de quem pode ser completamente errado em um assunto onde ambos procuraram mostrar seus pontos opinativos. O ser humano tem por instinto a capacidade de formalizar a característica psicológica de sua personalidade, idealizando assim sua forma de pensar e concordar ou não com as circunstâncias. Então isso fica dividido em uma discussão opinativa, o que te dá o direito de se expressar, e também mostrar aquilo que acredita. Não se atormente, todos somos falhos, e temos a capacidade de nos corrigir diante da certeza dos nossos erros, e seguir em frente com a convicção de que aprendemos mais uma lição na vida.
Pessoas prepotentes, egoístas e vingativas sempre vão existir. E sempre vão tentar de tudo para lhe derrubar. Se não estiver revestido com a sua verdadeira armadura, jamais conseguirá vencer o gigante. Seja sincero com você mesmo e aprenda sempre a levantar do chão. Quem te ofende não pode lhe ajudar, porque já está caído. E saiba que a vingança é uma forma preguiçosa de sofrer.

Precisamos ser mais corajosos e enfrentar o que vem da realidade, e conquistar a capacidade de espantar o fantasma que nos assombra.

Afinal, essa é graça da vida, conquistar mais uma vitória!